terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Atualização do Quadro do Padre Aloir

Estimado(a) paroquiano(a), amigo da Paróquia, amigo dos jesuítas, amigo de Pe. Aloir, boa tarde. Hoje completam 22 dias em que Pe. Aloir acidentou-se e foi hospitalizado. Ele está agradecido por tanta expressão de carinho e solidariedade fraterna, mas, sejamos honestos: 22 dias cansam!
A situação de Pe. Aloir exige determinados cuidados, pois, precisa de um tipo de enfermagem especializada em ferimentos equivalentes aos de queimaduras de 3º grau. O processo de realização do curativo é mesmo doloroso, pois, Pe. Aloir não é do tipo que reclame, mas, que dói, dói! Digo-o porque fui testemunha ocular e também auricular!
Ele ainda necessita ajuda para sentar-se à cama e para levantar e ficar em pé. Necessita de colaboração para o banho, pois, não pode mover os braços do peito para cima, por conta das fraturas do ombro e cotovelo que receberam pino.
Muita gente tem se revezado para estar com ele. É bonito ver que um companheiro nosso seja tão querido. Os ministros da comunhão eucarística têm trazido a comunhão para ele e é bonito ver a dinâmica da paróquia em funcionamento.
Estamos todos ansiosos pela resposta do plano de saúde ao pedido de HOME CARE, solicitado ainda na quinta-feira passada, para que Pe. Aloir possa ir para casa logo e possa estar mais cômodo. Todos os dias eu perturbo nosso agente em São Paulo para ver se temos alguma notícia, mas, ainda hoje ele me disse que o plano ainda não respondeu.
Enquanto o plano de saúde não responde, a equipe médica insiste que ele permaneça no hospital. A outra opção seria ir para uma Casa de Saúde nossa, mas, ele não poderá viajar de avião por ao menos 90 dias, segundo a pneumologista dele, por conta do dano sofrido nos pulmões.
Neste interim, estamos preparando a residência Burnier para o retorno de Pe. Aloir. Já fizemos compras e estamos organizando quartos, pois, vamos preparar um para o casal, Sr. Sebastião e Dona Hilda, que cuidarão de Pe. Aloir durante o dia. Assim que Pe. Aloir sair do hospital, também me mudarei para aquela casa a fim de não deixa-lo só, pois, com Renato Barth em União do Norte e Carlos Viana em férias e visita à família, não dá para deixar Pe. Aloir com o Irmão Fernandes de 85 anos!
Continuemos em oração e solidariedade fraterna nesse tempo bonito de troca de votos de Feliz Ano Novo!

Abraços, Pe. Marco Antonio, sj

0 comentários:

Postar um comentário